Após ganhar o Troféu Prime em 2014, na categoria melhor escola de dança da Bahia, a Ebateca está concorrendo mais uma vez este ano. Em 2015, o Troféu Prime traz o tema “Baianos que fazem história”.
Há 53 anos, desde a sua fundação, a Ebateca foi fundamental para a cultura e a educação baiana, sendo um celeiro de novos artistas e bailarinos. Assim, tornou-se a maior e mais tradicional escola de ballet e uma referência em dança na Bahia.
Presente no cenário artístico baiano, a Ebateca forma mais que bailarinos, forma pessoas que levam seu talento para os palcos, seguindo esses passos para toda a vida.
Ebateca e você: juntos somos baianos que fazem história.

Clique aqui (http://trofeuprime.canalprime.com.br/) e vote na Ebateca como melhor escola de dança da Bahia.

Pioneira, atuante no cenário artístico local:
• Auxiliou na reconstrução do Teatro Castro Alves, destruído após um incêndio em 1967;
• Primeira escola de Ballet do Norte/Nordeste;
• Primeira escola de dança do Brasil a implementar o método de ensino da Royal Academy of Dance de Londres;
• Primeira a dançar o tradicional ballet “O Quebra Nozes” no Brasil.
Inovadora, empreendendo no mercado da dança:
• Primeira franquia de dança do Brasil;
• Padrão de qualidade no ensino da dança presente em 10 bairros de Salvador, em 3 cidades no interior do estado e em núcleos de ensino em escolas, condomínios e academias de grande porte;
• Promove treinamento contínuo e exclusivo com professores, diretores e colaboradores de suas unidades franqueadas, buscando sempre a excelência em qualidade.

Compromisso educacional na formação de jovens talentos:
• Aprimoramento dos alunos em cursos de verão de grandes escolas nacionais e internacionais como: a Ópera de Viena; Summer Course do Miami City Ballet School; o Kirov, em Washington; Broadway Dance Center e Steps on Broadway, em Nova York. Além de cursos nacionais como: Temporada Russa e Cuballet, em São Paulo;
• Possui ex-alunos nas maiores companhias de dança do mundo, atualmente na Alemanha, Inglaterra e Estados Unidos.

Criatividade e busca de novos desafios:
• É a escola baiana com maior número de prêmios em festivais nacionais e internacionais:
A exemplo de festivais como o Festival Internacional de Folclore da Bélgica; Festival de Danças Populares da França; Tanzolymp, na Alemanha; YAGP (Youth America Grand Prix), em Nova York; Festival de Joinville, Ballace e Passo de arte;
• Maior número de coreógrafos premiados em festivais nacionais e internacionais:
A exemplo dos festivais de YAGP (Youth America Grand Prix), em Nova York e Tanzolymp, na Alemanha, com destaque para os coreógrafos Juliana De-Vecchi, Maria Tereza Gordilho, Tiago Ramos e Mônica Rocha.

Responsabilidade social e compromisso com o papel transformador da dança:
• Maior número de alunos bolsistas escolhidos regularmente em seleção aberta;
• Maior projeto contínuo de responsabilidade social voltado para o ballet na Cidade do Saber, em Camaçari, atendendo a mais de 200 crianças.
Movimenta teatros, levando cultura e formando plateias:
• A escola promove mais de 14 grandes espetáculos por ano, 24 atividades em teatro, 60 participações em grandes eventos que somam mais de 15 mil espectadores;
• Movimenta a economia local com a contratação de cenógrafos, figurinistas, iluminadores, sonoplastas e artistas de diversas áreas.