Escola de Ballet participa do Festival Internacional de Dança – TANZOLYMP, em Berlim

 A Escola de Ballet Ebateca está de malas prontas para a Alemanha, onde participará do Festival Internacional de Dança – TANZOLYMP, que acontece de 17 a 22 de fevereiro, em Berlim. Com 17 bailarinas, o grupo é o único da Bahia a participar do festival que todos os anos enfoca “A dança como linguagem global”, com o objetivo de ampliar a popularidade da dança no mundo.

O programa da Ebateca inclui as coreografias “Ozean Bach” e “Oxum e o segredo dos búzios”, na categoria grupos e “A partida” e “One”, na categoria duo. Todas as composições são da coreógrafa Mônica Rocha e integrarão a mostra competitiva que, além de diplomas, prêmios em dinheiro e ofertas comemorativas, concede aos participantes que se destacam bolsas de estudo em escolas de ballet e instituições de referência na Europa e por todo o mundo. O elenco é formado por Barbara Oliveira, Bruna Jucá, Cynthia Valadão, Daniela Nascimento, Fernanda Nunes, Flávia Scolese, Julia Melo, Juliana Amorim, Juliana Prates, Karen Nina Nolasco, Leila Barros, Luiza Callizo, Mariana Alves, Mariana Snatos, Marina Factum, Maíra Andrade e Thaís Lins. De Berlim o grupo segue para Frankfurt, Rothemburgo e Rhinelander, onde ainda terão programação a cumprir, retornando ao Brasil no dia 26 de fevereiro.

Para a diretora da Ebateca, Karyne Lacerda, “essa ida a Berlim corresponde ao resultado de todo um trabalho que a Ebateca desenvolve para concurso e festivais internacionais e que vem proporcionando excelentes frutos, como bolsas de estudo em importantes instituições internacionais como o Miami City Ballet School e Princess Grace Academy of Dance, em Mônaco, além da Escola de Ballet do Teatro Bolshoi, em Joinville”.

Anna Cristina Gonçalves, também diretora da Ebateca, destaca que a participação do grupo no Tamzolymp surgiu de um convite. “Há muitos anos temos participado de festivais internacionais realizados dentro e fora do Brasil, a exemplo do Youth America Grand Prix, em Nova York. Ficamos conhecidos pelo padrão de qualidade de nossos bailarinos e coreógrafos e esse convite é justamente o reconhecimento desse trabalho que envolve professores, coreógrafos, ensaiadores e, principalmente, nossos alunos”.